Philippe Coutinho, o Mago do Hexa.

Hoje, vamos falar do caminho dele, do mago do Hexa. Aquele que não é o 10, mas é o 11. Vamos falar de como começou a carreira do menino que tem enchido os olhos do brasileiro e de todo amante do futebol mundial.

É Coutinho, sobrenome de craque você tem, bola você tem, Hexa terá, e craque já é. Estica muleke, confiamos em você, partiu contar um pouco de onde tu vem, porque aonde tu vai chegar, ninguém pode mensurar.

Philippe Coutinho Seleção

O berço:

Philippe Coutinho Correia nasceu no dia 12 de junho de 1992, medindo 51 cm e pesando 3,1 kg. Caçula de três filhos homens de seu Zé Carlos e dona Esmeraldina, Philipinho, como é chamado carinhosamente pela família, sempre teve a bola como companheira inseparável. Prova disso é que sua “carreira” começou com apenas seis anos.

A descoberta:

Seu Zé Carlos e dona Esmeraldina, que deixaram a Bahia para criar os filhos no Rio de Janeiro, sempre deixaram Philipinho muito ligado à bola. Apesar do tratamento de seus pais, quem descobriu o menino foi a avó de um amigo. Depois de um rachinha disputado na quadra do condomínio onde morava, no Rocha, Zona Norte do Rio de Janeiro, dona Didi percebeu que o garoto tinha futuro com a bola nos pés e resolveu alertar os pais sobre o talento do menino.

Os primeiros passos:

Em junho de 1998, seu pai matriculou Coutinho na escolinha de futsal do Clube dos Sargentos do Rio de Janeiro. Menos de um ano depois, um professor convidou o menino para fazer testes no time da Mangueira. Em março de 1999, Philipe foi federado para disputar a Liga de Futsal do Estado do Rio de Janeiro. E, mesmo sendo o mais novo do time, ajudou a equipe de Fraldinhas a conquistar o título e ainda terminou como artilheiro da competição. No mesmo ano o craque foi convidado para trocar de clube e jogar no Vasco.

Philippe Coutinho Vasco da Gama

Vasco da Gama

Foi promovido ao time principal do Vasco da Gama no primeiro semestre de 2009, e atuou em doze partidas na campanha da Série B, ajudando o clube carioca em seu retorno à Série A do brasileirão.

Coutinho assinou um pré contrato com a equipe da Internazionale, na Itália, porém continuou jogando no Rio até meio de 2010.

No ano de 2010, Philippe formou dupla de ataque ao lado do experiente Dodô (artilheiro dos gols bonitos). Seus primeiros gols como profissional foram na goleada de 6-0 contra o Botafogo, na qual marcou dois gols, tornando-se titular absoluto da equipe. Já pelo Brasileirão do mesmo ano, marcou seu primeiro gol em campeonatos brasileiros no dia 27 de maio, na vitória por 3 a 2 sobre o Internacional.

Ao longo do ano, Philippe e toda a equipe do Vasco caíram de produção. O empréstimo durou até junho de 2010, e Coutinho disputou sua última partida pelo Vasco da Gama na sétima rodada daquele Campeonato Brasileiro, contra a equipe do Santos no dia 6 de junho.

Philippe Coutinho no Vasco

Philippe Coutinho em 43 jogos pelo clube fez 5 gols e deu 9 assistências em jogos de Campeonato Estadual, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil. Ai, partiu Europa!

Internazionale Milano

Foi apresentado oficialmente à Internazionale em 19 de julho de 2010, sendo integrado ao elenco principal da equipe para a temporada 2010-11.

Sua estreia oficial pela Inter ocorreu em 27 de agosto de 2010, contra o Atlético de Madrid pela UEFA Super Cup, partida onde os vencedores dos dois principais torneios de clubes da Europa disputam um título. A Inter, que havia vencido a ~ minha champions ~ na temporada anterior, acabou derrotada pelo Atlético por 2-0.

Após isto, Coutinho passou a atuar regularmente em partidas da Serie A Calcio junto ao time do então técnico Rafa Benitez.

Philippe Coutinho no Internazionale
AFP/Getty Images

Após a demissão de Benitez, chegou para o comando da Internazionale o brasileiro Leonardo, que passou a colocar Coutinho com frequência entre os titulares. No dia 8 de maio de 2011, marcou seu primeiro gol pela Inter, numa vitória por 3-1 sobre a Fiorentina em casa.

Com uma baixa de rendimento, Coutinho foi negociado por empréstimo para um clube da Espanha, o Espanyol.

Espanyol

Em 30 de Janeiro de 2012, foi anunciado o seu empréstimo ao Espanyol, da Espanha. Coutinho fez sua primeira partida para o Espanyol em 4 de fevereiro de 2012, em um empate por 3 a 3 contra o Athletic Bilbao. Ele marcou seu primeiro gol pelo clube catalão aos 9 minutos do primeiro tempo de um jogo realizado em 11 de março, em uma vitória por 5 a 1 contra o Rayo Vallecano. Ele marcou o segundo aos 21 minutos do primeiro tempo. Ele marcou mais um gol contra o Racing Santander. E fez mais um gol em um chute colocado de falta contra o Málaga. Pelo clube Espanhol demonstrou grande forma e foi cobiçado pelos grandes da Espanha após ser eleito a revelação do Campeonato. Começou ai a magia virar costume.

Philippe Coutinho no Espanyol

Philippe Coutinho em 16 jogos pelo Espanyol fez 5 gols e deu 1 assistência. O time espanhol fez bem a carreira promissora do menino, não só pelas suas exibições, mas também chamando atenção de um grande rival.

Liverpool

Em 19 de janeiro de 2013, O Liverpool ofereceu 13 milhões de euros (R$ 37 milhões de reais) por Philippe Coutinho. Em 26 de janeiro de 2013, foi vendido para o Liverpool, da Inglaterra. Após a saída de Joe Cole, Philippe Coutinho recebeu a camisa 10 do clube inglês.

Coutinho estreou no novo clube em 11 de fevereiro, em uma derrota por 2 a 0 diante do West Bromwich Albion. E em sua segunda partida pelo Liverpool marcou seu primeiro gol contra o Swansea City em 17 de fevereiro. Após o jogo foi elogiado pelo técnico. E teve uma boa atuação no jogo contra o Wigan na vitória por 4 a 0 no dia 2 de março. Fez seu segundo gol pelo Liverpool na derrota para o Southampton por 3 a 1 dia 16 de março. Ganhou o prêmio de melhor jogador do Liverpool de março, superando Luis Suárez atual ganhador do prêmio. Deu dois passes para gol na vitória sobre o Fulham por 3 a 1 em 12 de maio de 2013, passes para Sturridge que marcou um hat-trick.

Philippe Coutinho no Liverpool

Em sua primeira temporada pelo clube inglês, Coutinho disputou 32 partidas, marcou 6 gols e deu 8 assistências.

Hoje, em 2017, Coutinho é o principal nome do time de Liverpool. Sendo a referência técnica e tática, e muito amado pela torcida.

SELEÇÃO BRASILEIRA

Sub-14 a Sub-16

Pelas categorias de base da Seleção Brasileira Philippe Coutinho ajudou o Brasil a conquistar o Torneio Internacional da Espanha na categoria sub-14. No ano seguinte, o bicampeonato do mesmo torneiro, desta vez pela seleção sub-15. E 2007 foi também o ano da conquista do título mais importante da carreira até então: o Sul-Americano sub-15. Em março 2008, ajudou o Brasil na conquista do Torneio Internacional da Espanha. E, em dezembro, foi campeão do Torneio Nike International Friendlies.

Sub-17 e Sub-20 

Atuou no Sub-17, onde fez parte do elenco campeão do Sul-Americano da categoria, em 2009. Philippe marcou três gols no torneio, incluindo um gol na final contra a Argentina. Ainda pelo Sub-17 e neste mesmo ano, disputou o Campeonato Mundial de Futebol Sub-17 de 2009, onde o Brasil terminou eliminado ainda na primeira fase.

Philippe Coutinho Sub 17

Em junho de 2011, o técnico Ney Franco convocou Coutinho para sua lista da Copa do Mundo Sub-20, que foi realizado nos meses de julho e agosto daquele ano, na Colômbia. Philippe recebeu a camisa 10 e marcou seu primeiro gol no segundo jogo do torneio, contra a Áustria.

Seleção principal 

Na seleção principal, sua primeira convocação veio em agosto de 2010. Philippe Coutinho foi convocado pelo técnico Mano Menezes para um período de treinamentos na Europa, sem jogos oficiais. Sua estreia oficial veio em outubro do mesmo ano, num amistoso contra o Irã.

Philippe foi convocado pelo técnico Dunga para amistosos contra Colômbia e Equador. Integrou o elenco que disputou a Copa América Centenário em 2016. onde Coutinho marcou um Hat-Trick e o Brasil acabou eliminado na primeira fase.

Philippe eliminatórias Copa 2018

Após a saída de Dunga, Tite assumiu a seleção e Philippe Coutinho foi convocado para as eliminatórias da Copa do Mundo de 2018, tem feito parte do time titular.
Junto com Neymar e Gabriel Jesus, forma um trio de respeito, e de referência técnica no cenário mundial, elevando o patamar de nossa seleção, e credenciando a gente como grande favorita ao hexa em 2018.

TÍTULOS

Vasco da Gama

Campeonato Brasileiro – Série B: 2009

Internazionale

Supercopa da Itália: 2010

Seleção Brasileira

Sul-Americano Sub-15: 2007

Sul-Americano Sub-17: 2009

Copa do Mundo Sub-20: 2011

Superclássico das Américas: 2014

Prêmios Individuais

Melhor Meio Campista do Campeonato Carioca: 2010

Melhor Jogador do Liverpool na Temporada: 2014-15 e 2015-16

Seleção da Uefa Europa League: 2015-16

28º melhor jogador do ano de 2016 (The Guardian)

56º melhor jogador do ano de 2016 (Marca)

Samba de Ouro: 2016

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também

Close
Close