Marcelo – O lateral do Hexa.

Falar de Coutinho, foi foda. Do filho de Deus, mais ainda. Mas desse aqui vai ser tão foda quanto, afinal, tá consagrado a anos. È, dele mesmo, o lateral esquerdo do Hexa.

Marcelo Vieira da Silva Junior, mais liso que minha conta bancária no 6 dia util do mês.

Marcelo nasceu na cidade maravilhosa, recheada dos mimacher, salve Rio de Janeiro. Em 12 de junho de 1988 nascia o futuro lateral do Hexa, que se quiser também será do Hepta e com toda certeza um dos maiores do mundo, na atualidade o melhor.

Marcelo veio de uma familia humilde, quando pequeno quase deixou de jogar bola por falta de dinheiro para comparecer aos treinos. O lateral teve um carreira bem rápida no Brasil, por conta de toda sua habilidade, em menos de 10 anos já estava saindo do país para brilhar na Europa.

Dentro dessa rápida evolução, aos 9 anos Marcelo já se destacava no futsal, 4 anos depois já estava jogando nos times de base do Fluminense. Passando-se mais 4 anos, Marcelo foi promovido ao time profissional do Fluminense pelas mãos do técnico Abel Braga, e no ano seguinte, em 2006, já fazia parte do elenco titular.

No ano de 2007, Marcelo chamou atenção de um dos grandes time europeus, onde começou a escrever sua história vitoriosa no futebol mundial. O clube europeu que dentre outros vários conseguiu a contratação do lateral, foi o Real Madrid.

Marcelo se juntou ao Real Madrid durante a janela de transferências de janeiro de 2007. Em sua chegada, o presidente do clube Ramón Calderón disse: “Ele é uma celebração importante para nós. Ele é parte do nosso plano de trazer jovens jogadores ao elenco. Estamos muito felizes porque ele é uma pérola que metade da Europa queria”.

Marcelo fez sua estreia como substituto na derrota por 0–2 contra o Deportivo La Coruña em 7 de janeiro de 2007. Durante as temporadas de 2007/08/09, Marcelo teve algumas atuações em baixa, o que levou ao técnico da época (Juande Ramos) a deixa-lo muitos jogos no banco ou até não relacionado. Porém, recebeu uma chance jogando na posição de ala, onde ali marcou seu primeiro gol, ai ninguem segurou mais. Mas sempre que necessário e possível, acostumava o jogador a preencher a lateral do campo de forma mais defensiva.

Em 2009/10, Manual Pellegrini chegou ao Real Madrid e manteve Marcelo na ala esquerda, nessa temporada Marcelo chegou a ser um dos lideres de assistencias no campeonato espanhol. O própio em uma entrevista falou que preferia atuar como ala, onde tinha mais liberdade ofensiva, mas como o pai é pai, na lateral também desenrolava.

Em fevereiro de 2010, Marcelo recebeu uma proposta de renovação de contrato até junho de 2015, essa temporada com certeza foi a melhor de Marcelo desde sua chegada. Chegou 2011, o Real mudou de comandante novamente, chegou Mourinho, e pra lateral, por praticamente definitivo, foi jogar o monstro.

Por conta de suas atuações, Marcelo foi elogiado por jogadores já renomados no mundo do futebol, Paolo Maldini (RAIZ) falou que o brasileiro era o verdadeiro lateral, por seu alto desempenho tanto ofensivo quanto defensivo. Além do italiano, que até chegou a jogar na lateral esquerda durante sua carreira, Marcelo foi elogiado, e muito, por Roberto Carlos, nada mais que isso. O Marcelo não tem moral não, você que tem.

Nos anos de 2012 e 2013, Marcelo continuou mostrando que era um dos melhores laterais do mundo, e começou a participar diretamente dos anos de ouro da nova era do time de Madrid.

Venceu em 2011/12 a Super Copa da Espanha e o Campeonato Espanhol, em 2013/14, 2015/16/, 2016/17 a ~minha champions~, 2 mundias, 2 Supercopas da UEFA e contando …

No Real Madrid, Marcelo já é considerado um dos maiores laterais da história do clube, não só pelos títulos, mas também pela bola que vem jogando durante todos esses anos.

Se for tentar resumir a carreira do Marcelo em seus dois clubes, utilize poucas palavras: vitorioso, e melhor do mundo na posição.

Mas tem mais, Marcelo começou a escrever sua história na seleção brasileira, poderia ter sido melhor com uma Copa do Mundo, mas vamos esperar que ano que vem é logo ali.

Seleção Brasileira

Pela Seleção Brasileira, jogou as Olimpíadas de 2008, e marcou um gol no torneio, o segundo da partida contra Camarões, que garantiu a classificação do Brasil para as semi-finais. Na semifinal, o Brasil perdeu pra Argentina.

Hernanes, Marcelo e Bruxo na Olimpiadas de 2008. Marcelo Sayao, EFE

Pela seleção principal, Marcelo e todos os torcedores, tinham esperança na sua convocação para a Copa do Mundo de 2010, mas acabou não sendo convocado por Dunga. Com Mano Menezes, que assumiu a seleção após o Mundial, teve mais chances. Em 26 de julho de 2010, foi convocado para o amistoso contra o Estados Unidos. Durante o comando de Mano Menezes, Marcelo não compareceu em algumas convocações por conta de lesões, o que fez o técnico questionar o empenho do lateral para atuar pela seleção. As palavras de Mano Mezes criaram uma certa pôlemica, e o clube e até alguns torcedores, sairam em defesa de Marcelo. Após o ocorrido, o própio Mano Menezes convocou Marcelo novamente, afinal, sua qualidade era indiscutível. Em outubro de 2011, Marcelo marcou um gol pela seleção, e na comemoração foi abraçar Mano, calando assim, qualquer polêmica.

Em 2013 jogou a Copa das Confederações no Brasil, em seguida jogou a Copa do Mundo de 2014 (quero nem lembrar), logo no primeiro jogo marcou um gol contra contra a Croacia, mas o Brasil virou o jogo. O resto vocês já sabem. Pra mudar essa história na Seleção Brasileira, temos ai 2018, e não há ninguém melhor que Marcelo para a posição de lateral esquerdo. (bom substitutos temos)


Marcelo participa de todas as resenhas na Espanha, é los parça dos cara tudo, pai de familia, liso no futebol, e a esperança dos brasileiros para ajudar o menino Neymar pelo mágico lado esquerdo da nossa Seleção.

A última noticia sobre Marcelo foi: “Marcelo não sabia por que seus companheiros usaram a camisa 12 no título.” O TIME DO CARA GANHA PELA 12º VEZ O CAMPEONATO, E O MALUCO NÃO SABE.

Marcelo e Sérgio Ramos comemorando o título da Champions League de 2016. (Marcelo naquele naipe)

Então, Roberto Carlos tratou de explicar pro mundo o porque Marcelo não entendeu nada: “Marcelo estava no vestiário perguntando por que todo mundo estava usando a número 12. Estava bêbado. Ele não está bem da cabeça”, brincou Roberto Carlos, que agora é embaixador do Real Madrid.”

Se ganhar tudo isso aí e ainda ficar loco na comemoração, não for indicios de Hexa, eu não sei mais o que é!
Alô Marcelo, tamo confiando em você muleke! CHAAAAMA

Fontes: futebol.wikia.com / realmadrid.com / wikipedia.org
Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também

Close
Close