Anos 90 e seus goleiros fantásticos!

 Os anos 90 não ficaram marcados somente por conta de seus centroavantes, ou incríveis meios de campo, mas também por seu históricos goleiros.

5. Rogério Ceni

Rogério Mücke Ceni (Pato Branco, 22 de janeiro de 1973), conhecido simplesmente como Rogério Ceni, é um treinador e ex-futebolista brasileiro que atuava como goleiro. Atualmente, é treinador do São Paulo. Revelado em 1990 pelo Sinop, do Mato Grosso, foi contratado no mesmo ano pelo São Paulo, equipe da qual foi titular de 1997 até 2015. Sua principal característica foi a lealdade ao clube que serviu por 25 anos ininterruptos, sendo atualmente o jogador que mais vestiu a camisa de um mesmo clube na história do futebol mundial, tendo superado Pelé, que vestiu a camisa do Santos em 1116 jogos, além do norte-irlandês Noel Bailie, que mantém o recorde europeu com 1014 jogos pelo modesto Linfield United, e Ryan Giggs, que disputou 963 partidas pelo Manchester United.

4. Dida

Nelson de Jesus da Silva, mais conhecido como Nelson Dida, ou simplesmente Dida (Irará, (BA), 7 de outubro de 1973), é um ex-futebolista brasileiro que atuou como goleiro. Depois de iniciar sua carreira no início dos anos 1990 com o Vitória, Dida tornou-se um especialista em defesas de pênalti com o Cruzeiro e com o Corinthians. Ele é talvez mais lembrado por seu sucesso e por sua muitas vezes tumultuada passagem de dez anos no Milan de 2000 a 2010, onde se estabeleceu como um dos melhores goleiros do mundo, devido à sua habilidade e comando de jogo. Dida ganhou vários troféus e prêmios individuais com o clube, mas tornou-se igualmente conhecido por sua propensão para erros, bem como a sua excelente jogabilidade, enquanto ele ganhou a atenção da mídia em 2005 por ter sido atingido por um sinalizador durante uma partida contra rivais do FC Internazionale. Venceu uma Serie A (Scudetto) e duas vezes a UEFA Champions League com o Milan, onde a primeira dessas vitórias chegou depois que ele pegou três penalidades na final de 2003 contra o rival, Juventus.

3. Zetti

Zetti iniciou a carreira nos infantis do Capivariano, de Capivari, onde viveu sua infância. De lá, foi para os juvenis do Guarani, de onde foi dispensado por ser “gordo”. Foi em seguida para o Palmeiras, que, por ter muitos goleiros, o emprestou para o Toledo FC, do Paraná, em 1983, onde fez sua estréia como profissional. Voltaria para o Parque Antártica no ano seguinte e, após um ano sem entrar em campo, voltou ao Paraná para defender o Londrina, em 1985. Terminado o empréstimo, Zetti voltou ao Palmeiras no ano seguinte como terceiro goleiro. Apesar da origem, Zetti também teve destaque no outro CT da barra funda, brilhou e conquistou muitos trófeus no São Paulo, onde é visto como ídolo.

2. Marcos

Marcos Roberto Silveira Reis, mais conhecido como Marcos (Oriente, 4 de agosto de 1973), é um ex-futebolista brasileiro que atuou como goleiro. De 1992 a 2012, foi atleta do Palmeiras, onde é considerado um dos maiores ídolos da história do clube. Também chamado de “São Marcos” por causa de suas defesas consideradas “milagrosas”, vestiu a camisa alviverde durante toda a sua carreira profissional, sendo decisivo na conquista de inúmeros títulos do clube, como o da Copa Libertadores da América de 1999. Foi o goleiro titular da Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2002, quando a equipe conquistou seu quinto título mundial. Também com a camisa da agremiação nacional conquistou a Copa América de 1999 e a Copa das Confederações de 2005. Transcendendo sua forte identificação com o Palmeiras, conquistou a simpatia e a admiração de torcedores de times rivais no Brasil, por conta de seu elogiado caráter e também por ser considerado um dos grandes goleiros de todos os tempos no futebol brasileiro. Marcos detém ainda o recorde de goleiro que mais defendeu cobranças de pênaltis na história da Copa Libertadores.

1. Taffarel

Cláudio André Mergen Taffarel, ou simplesmente Taffarel (Santa Rosa, 8 de maio de 1966), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como goleiro. É o atual treinador de goleiros do Brasil e do Galatasaray. Reconhecidamente um dos maiores ídolos da história da Seleção Brasileira,e considerado por muitos,um dos melhores goleiros de todos os tempos, Taffarel pela seleção principal soma 104 jogos oficiais, 09 jogos não oficiais e mais 6 jogos da seleção Olímpica e 4 jogos da seleção do Pan americano somando 123 jogos, participando de três Copas do Mundo (1990, 1994 e 1998), sendo uma das principais peças do tetracampeonato. Integra o Hall da Fama da seleção no Museu do Futebol Brasileiro, ao lado de jogadores como Pelé, Zico, Romário e Ronaldo.Caracterizou-se por ser um especialista em defender pênaltis, ganhando até um bordão do narrador Galvão Bueno, o “Sai que é sua, Taffarel!”, repetido por Galvão devido a colocação perfeita e difíceis defesas do arqueiro.

Independente se já foi ou não goleiro do seu time, sabemos que os citados marcaram história, e também tivemos muitos outros que se destacaram nessa década maravilhosa do futebol nacional e mundial.

Pra você que curte, conhece ou é goleiro, lá na FutFanatics tem camisa de tudo que é time, luva e geral! E também já aproveita e usa nosso cupom: MANUALJR10.

Só acessar o link aê:

http://bit.ly/manualfanaticsladrao

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também

Close
Close